Archive for the ‘Mandato’ Category

3 respostas vagas

131232

O silêncio aqui foi meu, não do vereador. Ele respondeu faz 11 dias, mas estive fora de casa. Repasso suas respostas (que achei meio politicamente corretas demais):

1ª Pergunta – Como os funcionários e assessores do seu gabinete são ou foram escolhidos? Foram escolhidos de acordo com o campo técnico em que trabalham, que tem relação direta com a atuação do mandato, como profissionais de urbanismo, administração pública, com experiência em acompanhamentos relevantes a habitação, cultura, políticas sociais, obras públicas, e infra-estrutura urbana.

2ª Pergunta Quanto será gasto com cada assessor e funcionário? Qual será o salário de cada um? O que cada um faz e como ajudam no trabalho do vereador? Os salários variam de R$ 1.106,36 a R$ 5.531,80, de acordo com a especificação técnica e função de cada um, quanto à divulgação do RH do gabinete do salário individual dos funcionários fere direitos a privacidade, compete ao próprio trabalhador à opção de tornar público seus rendimentos. Cada funcionário exerce uma função importante para as soluções ou encaminhamentos das demandas recebidas pelo gabinete, que vem desde o atendimento ao público, passando por gestão de agenda e compromissos, gestão de comunicação e imprensa, gestão de documentos e informações, jurídico, gestão fiscal e rh, corpo técnico em transporte, arquitetura, urbanismo, habitação, e cultura. Além e funcionários  que pesquisam e avaliam as legislações que estão sendo propostas por vereadores e pelo executivo e as que iremos propor. relatoria de audiências públicas,  análise de indicadores da cidade, etc

3ª Pergunta – Como o senhor acha que podemos contribuir para diminuir o nepotismo nas instituições políticas do Brasil? A Câmara já se adequou à lei que define o impedimento quanto “A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até 3º grau”, sendo que os funcionários e o vereador já assinam um termo de declaração de não parentesco dentro dos moldes da decisão 338/08  da mesa diretora da Câmara Municipal de São Paulo  que obriga todos o vereadores e funcionários a declarar em sua contratação, que não tem vínculos de parentesco até o 3º grau com qualquer outro vereador em exercício na CMSP.

Anúncios